sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Gangrena, alma beatlemaníaca

Hoje é sexta, estou acabada.

Mas tem certas coisas tão legais que precisam ser vividas, sublinhadas, marcadas no canetão.

Como já disse em outro blog que colaboro, a ZoomBeatles sempre merece aplausos. Os caras são bons e, com o nome de Maccacos, eles tem um trabalho autoral muito legal também.

(Saca que bacana esse vídeo abaixo)



Mas voltando ao tópico, ontem, ao lado de gente tão apaixonada pelo mesmo som como eu, sem culpa alguma gangrenei toda a minha beatlemania. Ah... e cantei alto, meus senhores. Dancei como uma pipoca endiabrada. Estava me divertindo horrores como uma criança ao lado de tantas outras no mesmo playground. Os momentos inebriantes se multiplicavam... como explicar? Vocês já sentiram isso?

Sabe aquele instante que pára e fala: "caraca, isso é felicidade ! E é minha!"?. Aquela cena da sua vida tão sua, congelada. Até eu, que costumo ser mais animada que tio de excursão, confesso que são raras as vezes que vivemos isso tão intensamente.

Pode parecer gratuito isso, mas ontem é como uma foto que estou guardando na minha caixinha mental biográfica: junto com algumas rosas vermelhas, abraços de amigos queridos, souveniers de viagens, declarações de amor e conquistas profissionais. Uma foto, sim... A day in the life.

Obrigada John, Paul, George e Ringo por terem se trombado em Liverpool... e inspirarem uma noite na nossa vida tão jóia.

In my life... I love you more

4 comentários:

PH disse...

Eu li, assisti, ouvi e gostei =)

Carol Gonçalves disse...

Nossa, fiquei emocionada... foi mesmo muito boa essa quinta-feira. Tb sinto essa sua alegria em compartilhar coisas boas do lado de pessoas bacanas. Isso não tem preço. E é mesmo muita felicidade. Vivemos intensamente e isso faz toda a diferença! Beijocas!!!

Ricardo disse...

deixo meu obrigado ao fab four tb

e principalmente ao zoombeatles...eles são especiais

e pode ter certeza que você não é a única que sente isso!

beeijo

Espirito do mundo disse...

O Espírito do Mundo compartilha de teus sentimentos, querida Vivi, acrescentando o "nosso" paradoxo que ocorre em meio a tanta felicidade.

Falamos da tristeza em saber que, num dado momento, aquela alegria, fugaz, vai se extinguir, ao término do show.

Para o Espírito do Mundo isto é algo tão sério que a Dicotomia de que faz parte já cogitou de parar de ir aos shows.

Mas essa magia é como aquele biscoito: é impossível comer um só.

Abraços etéreos.