domingo, 18 de novembro de 2007

Jaleco não é um "sobretudo de Deus"

Pessoal, trabalho pertinho de um zilhão de hospitais - aliás, entre os mais "bacanudos" da cidade.
As pessoas pagam fortunas para estar aos cuidados daqueles profissionais.

E sabe o que eu acho curioso?
Ao andar por lá observamos manadas flanando pelas ruas desfilando seus jalecos... E ai que te pergunto: Qual a razão?

Pra quem não sabe, esta peça de roupa ( o jalecão) serve basicamente para isolar suas roupas convencionais dos agentes químicos e microbiológicos presentes no ambiente de trabalho.

Quando os cabeções saem na rua pagando de "doutô" estão contaminando todo o ambiente em que circulam.

Outro dia vimos uma aparição, de jaleco e estetoscópio ( isso mesmo!), comendo coxinha num boteco.

Estetoscópio tb? Fala sério.

4 comentários:

Hans Clausen disse...

hahahahahha

bizarro.

Jakeline disse...

Pois é minina... Já me peguei pensando nesse absurdo tb. Será síndrome do estetoscópio pequeno? XD

Pula o Muro! disse...

Eu trabalho perto de vários hospitais tb (Hospital São Paulo, Servidor Público e mais um monte de postos de atendimento da UNIFESP). Não preciso nem dizer que as ruas por aqui tb são empestiadas desses seres bizarros. Vai entender...

Blogge Gaspa disse...

esse é um mal de quem vem estudando desde o supletivo noturno .
Nunca soube pra que serve o "Jaléco" ou seria o avental do uniforme.