quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Via Pitoresca

A Avenida Paulista não é a paixão de tantos cidadãos à toa. Lá, as coisas mais bestas viram um ritual urbano ( como comer um churrasco com queijo numa mesa em frente ao Trianon - numa atitude blazè contemplativa).

E é bizarro como é um sentimento coletivo esse. Os fatos narrados a seguir ilustram bem isso.

O culto
O caro internauta vai curtir essa: No vão do Masp, uma multidão se reuniu dia 16 de Agosto, num ato louco, como se fosse um ritual de adoração em volta de um boneco de posto, gritando êêêêêê (igual ao episódio do Pica Pau das Cataratas do Niágara). Depois, alguns caras tentavam o imitar como se tivessem "baixando o espírito do boneco" e as pessoas aplaudiam calorosamente.


Fantasiados
Numa sexta feiraà noite, lançamento mundial do último livro da série de Harry Potter, você podia ver pelos arredores do Conjunto Nacional ordas de meninos e rapazes fantasiados de Harry e meninas à lá uniforme Hogwarts andando alegremente.

Sim, quando temos lançamentos mundiais, as pessoas vão até a Avenida Paulista de modo, digamos, ilustrativo.

Fato comprovado há 2 anos atrás, no lançamento do último Star Wars, quando o Cine Bristol foi invadido pelo lado negro da força. Tinha até Darth Vader com capacete que fazia aquela sua respiração característica.

Grátis assim?
Estava pensando na vida, reflexiva após uma sessão de cinema sozinha numa sexta a noite, quando um batalhão de adolescentes aparecem com placas de "Abraços Grátis". Eu quis um bem grande e me deram vários, conversei com algumas meninas que até tiraram fotos comigo ( até hoje estou esperando) e a turma seguiu contente. Assim, simples.

Na hora do almoço
Na Praça de Alimentação do Center 3, lindas e tranquilas, 2 drag quens montadas e brilhantes, pegavam seu prato na fila do Giraffas. Achei ótimo ver elas no seu dia-a-dia. E outro dia um cara vestido de Kiko atravessava perto da Frei Caneca ( O Raul viu tb!)

Clube da Luneta
Eu adorei conhecer o povo do Clube de Astronomia de São Paulo. Eles montavam seus telescópios nas noites de sexta em plena calçada da Avenida Paulista para as pessoas verem as estrelas. Era ótimo: vinha de intelectual até mendingo dar uma "bizoiada" no império celeste. Até eu, que sofro de uma já confessa fobia por ETs, fui lá xeretar se tinha "alguém chegando".

Isso sem contar dos inúmeros Flash Mobs ( por favor, turma da Digera, me ajudem com aquela manifestação do Mp3), paradas de todos os tipos e outras coisas bacanas que a gente só vê lá.

Pois é, meu amigo e você? Já viu alguma coisa parecida no corredor louco entre a Consolação e a Brigadeiro Luiz Antônio?

10 comentários:

Hans Clausen disse...

Du Caralho

Posso morar num ap. apertado com mais 4 pessoas e 1 cachorro.

Mas eu moro na paulista.

Isso sim, não tem preço.

Jakeline disse...

Eu sou uma das pessoas que esteve na Livraria Cultura vestida de uniforme de Hogwarts nos dois últimos lançamentos de Harry Potter. E me diverti à beça, viu? hehehe
Beijo!

Karla disse...

Vc esqueceu de comentar as peças raras q vem do centro velho até a Paulista só para comer no Center 3, folhar livros na Livraria Cultura e rever os amigos para depois descer novamente para a parte, digamos outrora glamourosa, do antigo centro....rsrsrs.
bjão

Vivi disse...

Pessoal, eu até esqueci de comentar que adoro atravessar a avenida na época de natal, com os Papai-Noeis do Banco Real. E eles ainda me dão doces!

nóis! disse...

O pessoal dos abraços grátis tem inspiração em um movimento global conhecido como "free hubs", procura aí na net... (flash mob's... Vi, vc está se tornando uma simpatizante do anarquismo! hehehe) Sendo assim, procure na net tb por "terrorismo poético", q é algo parecido com essas coisas doidas aí... Acho q vc vai gostar!

hubs,
léo

Rodrigo disse...

Muito bom vivi! Esses e muitos outros acontecimentos fazem da Paulista , de fato, uma outra dimensão.

Quero contribuir e completar a sua lista com fatos que deixaram marca em mim:

- Na época do Natal, senti a magia de ver, em plena sexta à noite na Paulista, passar o comboio de caminhões da Coca-Cola, iguais ao comercial, "envelopados" com os temas natalinos, repletos de luzes, jogando neve artificial sobre a avenida, e tocando a música clássica do comercial "O natal vem vindo, vem vindo o Natal! Lá lá lá lá lá lá lá lá láaaaaaaa"...

- Não raro, você pode ver ao longe, nos calçadões da Paulista, a aproximação de uma massa laranja, composta por um robusto grupo de hare krishnas. Ao embalo do som do pandeirinho, um vai na frente balançando um estandarte, outro anda com uma cesta de vime distribuindo uns docinhos, e os demais pulando e balançando as pernas de modo que fariam inveja ao Dr. Lao!

- Clássico: fim do ano e São Silvestre. Quem só viu pela TV, não sabe o que é essa corrida ao vivo. Além de ver muito mais figuras fantasiadas correndo do que as câmeras da Globo conseguem mostrar, você ganha lições de vida sensacionais. Em um ano que resolvi correr tb, um cara com uma prótese na perna passou voando por mim, enquanto eu gotejava e resfolegava absurdamente na subida da Brigadeiro Luiz Antonio...

- Dois personagens pitorescos q lembro agora. Um é o "monstro da Paulista" (provavelmente, um ex-travesti que injetou silicone no rosto e agora pede dinheiro nos faróis com uma pintura de palhaço. Medo). O outro é o chinês que faz desenhos de retratos de pessoas em frente ao Trianon (os melhores trabalhos desse tipo que já vi na vida).

- E como você pediu para completar a informação sobre a Frash Mob onde a digera participou em peso, às 12:45, se não me engano, de uma terça-feira, mais de 50 pessoas arrancaram seus sapatos e, no semáforo do cruzamento da Paulista com a Augusta, bateram freneticamente com eles no chão. No acompanhamento, muitos gritos, fotos, vídeos e cartazes com as inscrições "Contra burguês, baixe mp3" e "Eu já sabia!".

Bjo Vivi!

Vivi disse...

O Monstro da Paulista (q parece que tem cara de leão) já papeou comigo e com a Karla há uns anos atrás: nós duas estavamos no Frans Café e ele ( ou ela) começou a disparar 400 palavras pro segundo, repetindo freneticamente o nome "LIZ TAYLOR".
Nós não entendemos nada, mas foi legal conhecer uma lenda urbana.

Raul Oliveira disse...

Utilizando meu santo nome, tens que lembrar que além de ver o Kico ele estava muito bem acompanhado do Bin Laden!

Você também esqueceu de comentar que além disso, algunas ruivas desenfreadas também ficam dançando Michael Jackson na frente do Bobs, né vivi? :P

bjossssssssssssssssssssss
Raul

Blogge Gaspa disse...

É bom saber que aqui em São Paulo nós também temos o nosso Time Square, onde tudo acontece

Vivi disse...

Vampiro,
essas ruivas q ficam fazendo palhaça deveriam ser internadas...hahah
o.O